Num país chamado Hollywood [In Hollywoodland]

Num país chamado Hollywood [In Hollywoodland]

Dirigido por:

Jessica Sherif

Gênero:

Ficção

Ano:

2020

Estreia:

12.Nov às 19h

Disponível até 14.Nov às 14h

 

Duração:

9 minutos

País:

Estados Unidos

Compartilhe

Este filme faz parte do programa de curtas “A cor do trabalho”. A programação foi pensada e construída como um convite ao público para assistir a todos os curtas na sequência, como numa única sessão. Contudo, caso prefira você pode assistir a Num país chamado Hollywood isoladamente: na tela de reprodução, basta navegar na playlist.

Zodwa, uma jovem atriz que com dificuldades para se estabelecer na carreira, participa de um teste de elenco animador. O que parece uma oportunidade única se transforma no mergulho numa estranha paisagem com referência que traz à mente Alice no país das maravilhas, o trabalho mais conhecido de Lewis Carrol.

Direção: Jessica Sherif
Roteiro: Yetide Badaki
Produção: Jessica Sherif, Yetide Badaki, Karen David
Produção executiva: Samuel David Cheeran
Elenco: Yetide Badaki, Karen David, Dom Burgess, Jen Richards, Luke Youngblood
Direção de fotografia: Rose Fadem-Johnston
Montagem: Joshua Cole
Direção de arte: Rachel Lee Payne-Darrow, Tammy Trinh
Desenho de som: Xiao Hou, Cindy Takehara
Trilha sonora: Patrick Stump
Desenho do pôster: Carl Ryden

 

 

Veja mais filmes:

  • Colunas [Pillars]

    Na missa de domingo, Amber, uma menina de 12 anos, dá seu primeiro beijo, um momento inocente que impacta profundamente em seu desenvolvimento sexual, emocional e religioso.

    saiba mais
  • Cavalo

    Envolvidos num processo artístico, sete jovens dançarinos são provocados a um mergulho em suas ancestralidades.

    saiba mais
  • A última gota de óleo [Midnight oil]

    A última gota de óleo (Midnight Oil) narra os últimos dias da mais controversa refinaria na Filadélfia, Estados Unidos. Após 150 anos em funcionamento, a PES Rephinery atravessou uma explosão de proporções catastróficas em junho de 2019. Construído em primeira pessoa e filmado com um celular, o documentário é um relato do diretor estreante e trabalhador da refinaria Bilal Motley. Motley tenta reconciliar sentimentos como amor e vínculos afetivos pelos seus irmãos e irmãs que trabalham na PES com o seu despertar acerca das comunidades não-brancas que vivem ao redor da refinaria e que lutam por seus direitos.

    saiba mais
  • Dízimos e oferendas [Tithes and offerings]

    Um pastor queniano fajuto acidentalmente faz um milagre real.

    saiba mais